“ARANHA MARROM”

aranha marrom

aranha marrom

Fica em Piraquara, no bairro de Laranjeiras, o Centro de Controle de Envenenamento, órgão da Secretaria de Saúde do Estado, que pesquisa vacinas e distribui medicação contra a chamada aranha marrom.

O aracnídeo, persistente até capaz de gerar óbitos com suas picadas, amplia sua ação nefasta em Curitiba e na RMC, com a aproximação do tempo quente.

Na verdade, a velha senhora, aranha marrom, parece indestrutível.

Piraquara e Capital são cidades preferidas do mortífero inseto. Pois.

OBSERVE, CUIDE-SE

A picada nem sempre é percebida pela pessoa, por ser pouco dolorosa no começo. A dor pode iniciar várias horas após.

As alterações locais mais comuns são: dor em queimação, vermelhidão, mancha roxa, inchaço, bolhas, coceira e enduração. Dias após, podem ocorrer outras alterações como necrose, dor de cabeça, mal-estar geral, náusea, dores pelo corpo.