BUDISMO NO BRASIL E O SABER DE JUBAL DOHMS

Jubal Sergio Dohms: estudioso curitibano; Monja Cohen: avalista da obra

Jubal Sergio Dohms: estudioso curitibano; Monja Cohen: avalista da obra

O budismo chegou ao Brasil de forma clandestina, juntamente como os japoneses, em 18 de junho de 1908, no Porto de Santos. Com a passagem dos anos, a religião conquistou muitos brasileiros, e o último censo feito pelo IBGE (2010) estimava 243.966 budistas (0,13% da população).

AS ORIGENS

Para explicar as origens desta religião, a Edipro está relançando o livro “Uma Introdução ao Zen-Budismo”, de Daisetz Teitaro Suzuki, manual completo desta filosofia oriental. O autor é reconhecido até hoje como um dos maiores divulgadores do Zen-Budismo no Ocidente. Esta edição traz, ainda, um texto de apresentação da monja Coen, dos principais nomes do Budismo no Brasil.

O ZAZEN

O que é o satori? Como definir a prática do zazen? Como os koans podem auxiliar o praticante do Zen-Budismo? Esses e outros conceitos básicos são explicados de forma clara e simples pelo mestre Daisetz nesta obra.

JUBAL, ESTUDIOSO

Em Curitiba, o publicitário, escritor, editor, ilustrador e artista gráfico Jubal Sergio Dohms é reconhecido estudioso (e praticante) do Budismo. Tem sido referência para jornalistas quando se procuram explicações sobre os diversos ramos budistas implantados no país.