UM PREGADOR À CABRAL

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo: em busca de benefício celeste

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo: em busca de benefício celeste

Sergio Cabral, ex-governador acusado de roubalheiras no Rio, e sua esposa, Adriana Ancelmo, advogada de escritório vetusto e de banca gorda, inscreveram-se e foram aprovados no vestibular para o curso à distância de teologia oferecido pela Fabapar (Faculdades Batista do Paraná). Sim, aqui no Paraná mesmo (Rua Silva Jardim, em Curitiba).

Caso conclua o curso, Cabral abaterá 24 dos 72 anos a que foi condenado. E poderá até pedir ordenação como pastor, em alguma igreja evangélica. Pregando como nunca antes.

UM PREGADOR (2)

O que se sabe é que Cabral até poderá ser isento de anuidade, por sua condição – assim como Adriana – de presidiário. Os candidatos a teólogos da mesma faculdade pagarão anuidade de R$ 4.400,00.

Uma das tarefas – dizem – com que o casal se defrontará, se cursar mesmo Teologia, será fazer a leitura e o resumo de alguma obra de Santo Agostinho. Talvez, a “Cidade de Deus”. Ou, quem sabe, “Confissões”?.

UM PREGADOR (3)

Quem cursa Teologia na Faculdade Batista não é necessariamente candidato a pastor de qualquer denominação religiosa. Assim como faculdades católicas de teologia, a Batista está aberta a quem quer conhecer o pensamento da denominação, mediante um currículo aprovado pelo MEC.

Mas os batistas, via de regra, exigem de seus pastores, hoje em dia, que tenham Curso de Teologia.