SEM ESPAÇO NO PT, LUIZÃO, DE 93% DE VOTOS, BUSCA CÂMARA PELO PRB

Professor Luizão: força no PRB

Professor Luizão: força no PRB

Ex-prefeito de Pinhais e com prestígio nas alturas, o Professor Luizão vai disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, em outubro desse ano, pelo PRB, sigla identificada com a igreja Universal do pastor Edir Macedo.

BARRADO NO BAILE

A guinada é surpreendente. Luizão era um filiado inconteste do Partido dos Trabalhadores até assistir a direção do partido barrar-lhe as pretensões eleitorais.

UMA GLEISI NO CAMINHO

Com impressionantes 93% dos votos válidos na eleição à prefeitura de Pinhais, em 2012, que garantiu sua reeleição, o ex-petista via como certo os esforços do partido em garantir-lhe uma vaga na Câmara. Mas havia uma Gleisi no meio do caminho. No meio do caminho havia uma Gleisi.

MINGUOU

Com a decisão da senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, em concorrer ao cargo de deputada federal, uma vez que sua reeleição ao Senado parece improvável dada as denúncias que pesam contra ela na Lava-Jato, o Professor Luizão viu, de um dia para o outro, seu espaço no partido reduzido.

BRIGA FEIA

Hoje, o PT do Paraná tem dois parlamentares com mais de 100 mil votos na Câmara: Zeca Dirceu, filho de José Dirceu, e Ênio Verri. Com o desprestígio do partido no eleitorado, a bancada de quatro deputados pode diminuir e a disputa por uma vaga ser ainda mais renhida.

Com a inclusão de Gleisi Hoffmann na lista de candidatos, tudo fica ainda mais difícil.

POPULARIDADE NAS ALTURAS

Desde o ano passado, quando assumiu a coordenação geral da Prefeitura de Pinhais, Luizão já desenhava um quadro político que não lhe traria nenhuma vantagem, mesmo gozando de popularidade estratosférica no município após oito anos de administração. O desgaste do equipamento passou-lhe ileso. O desgaste partidário foi fatal.

EX-SEMINARISTA

O ex-petista filiou-se ao PRB no ano passado, assumindo um cargo diretivo e ampliando sua base eleitoral, que inclui agora também os neopentescostais. Luizão é cristão católico. Foi seminarista dos Missionários Xaverianos quando ainda estudava Filosofia na Universidade Federal do Paraná.

LAVRADOR

Durante um terço de sua vida (hoje tem 55 anos) ele trabalhou na lavoura. Só veio para Curitiba quando sua mãe precisou de tratamento especializado no Hospital de Clínicas.

DE LAVADA

Foi deputado estadual de meio mandato, atraindo pouca atenção no papel de legislador. A administração pública lhe caiu como um terno de bom feitio. Pinhais foi transformada e não se trata de informação tirada do bolso. Está nos registros, na evolução econômica, na infraestrutura, na saúde e no IDH. Eleito em 2008 para o primeiro mandato, ele foi reconduzido ao cargo, quatro anos depois, com 62.802 votos ante meros 3.596 do segundo colocado, Flávio Borri (PSDB).

EM DECLÍNIO

Entender por que o Professor Luizão não é candidato do PT à Câmara Federal é entender também porque o partido segue em derrocada, disposto apenas a convencer convencidos e isolar-se em si mesmo. Bandeira vermelha despregada.