Demeterco corrige Domenico

Antenor Demeterco

Antenor Demeterco

Nosso leitor deste espaço editorial, o desembargador do TJPR Antenor Demeterco Junior é especialmente um leitor atentíssimo de livros que enfoquem temas históricos. E sobre eles coloca seu olhar de águia, certeiro no descobrir erros envolvendo nomes, datas, conceitos, localizações geográficas, efemérides.

E quando descobre essas gafes, dirige-se aos escritores, tal como acaba de fazer, com a carta abaixo, endereçada ao internacional Domenico DeMasi, autor do livro o “Futuro Chegou”:

“Curitiba, 14 abril de 2014

Meu caro Domenico,

O seu livro sobre o futuro apresenta um material informativo imbatível. Gostaria que você apresentasse o seu “modelo”, ou uma relação dos princípios para tanto.

Entendo que, com tal omissão, queira fugir de um novo utopismo.

Brasileiro do Paraná, vi com satisfação a menção à empresa Boticário, e aos ex-Prefeitos Jaime Lerner e Paulo MacDonald Ghisi.

Estou escrevendo despretensiosamente para indicar alguns lapsos cometidos por sua zelosa equipe de pesquisadores.

O primeiro imperador da Rússia, sabidamente foi Pedro I, conhecido como Pedro, o Grande.

Pedro II (1727-1730), seu neto, foi citado por lapso, como sendo aquele importante modernizador.

Friedrich Engels, o mantenedor e companheiro de Karl Marx, foi convencido a aderir ao comunismo por Moses Hess e sua profecia de revolução social, e não por Bruno Bauer, como consta de seu livro (cf. “Comunista de Casaca”, p. 127, de Tristram Hunt; e “Karl Marx, uma vida do século XIX”, p. 147, de Jonathan Sperber).

Moses Hess, posteriormente, transformou-se em notável Sionista, autor da obra “Roma e Jerusalém”.

Consta em seu substancioso livro (cf. fl. 505) que Lênin sofreu atentado em 30 de agosto de 1918, praticado pelo “Terror Branco”.

A autora dos tiros foi, na realidade, uma desequilibrada mental, chamada Fanny Kaplan, terrorista condenada nos tempos do antigo regime e anarquista confessa. Nunca conseguiram provar vinculações dela com facções ou organizações atuantes (cf. “Os Bolcheviques”, p. 493, de Adam B. Ulam).

Meu caro Domenico, os lapsos estão às p. 481, 502 e 505, de “O Futuro Chegou”.

Cópia deste expediente estou encaminhando à sua editora no Brasil. Aceite minhas considerações como modesta contribuição de seu sempre leitor.

Cordiais saudações, Antenor Demeterco Júnior.